Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESABAFO DE UMA VASSOURA...

DESABAFO DE UMA VASSOURA...

Dizem que quem usa vassouras é bruxa.

Mas as vassouras servem pra jogar o lixo pra fora...

Sendo que nem sempre as vassouras são usadas corretamente.


Estou fazendo
uma explanação de uma vassoura:

Quem, me usa tão continuamente,
quem nem sabe quantas piaçavas eu tenho,
e que aqui também
tem um cabo que chora sem
piaçavas...

Você que usa
constantemente,
fica contente
em me usar?
Ou simplesmente usa
pra passar-me no chão ?
Não sou esfregão,
mas sinto as vezes
o cheiro no ar
de podridão.

Penso também,
que muitos nem emprego têm,
ficam me usando
pra passar o tempo
além de limpar o chão
que é meu dever,
ficam me usando
como se tivessem limpando seu ser.

Me  usem.
Saibam como se usa uma
pequena vassoura,
de cabo de madeira,
mas que só quer fazer seu
trabalho bem.
Que é varrer a sujeira do chão
e não,
varrer as mazelas de seu coração.

Tenha cuidado ao pegar-me...
Tenha cuidado ao usar-me...
Sou uma vassoura comum,
mas sirvo pra tirar o lixo
que um dia já foi limpo,
e como sirvo pra isso,
espero que me usem com muito amor,
pois tenho dor,
ao ver você me usar com força e dor
que no seu peito
clama por até
um emprego,
mas que ao derradeiro,
no seu extremo,
de uma vão vassoura,
me dou ao direito
de clamar
por respeito.
Podem me usar pra bruxaria,
quando precisar voar.
Sendo que ao montar,
não voe para fofocar,
voe pra ver o céu como é lindo ao luar.

AUTORIA DE:
MÔNICA BYNOT

AO COPIAR, REPASSAR, NÃO ESQUEÇA DA AUTORIA DO TEXTO ACIMA SUPRACITADO.
OBRIGADA.
Mônica Bynot
Enviado por Mônica Bynot em 02/12/2006
Código do texto: T307408

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mônica Bynot
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1517 textos (103047 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 11:28)
Mônica Bynot