Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Revelações Póstumas

Silentes passos no nada
Sumindo na escura estrada,
Escuna na cerúlea relva
Sucumbem em meio a treva.

Farolete sobre a roxa dura
Que a visão póstuma apura
Que se mete no infindo horizonte
Como um upir afagando-lhe a fronte.

Lápide plúmbea e fria
Onde verme a mim diz e sorria
Veja o corpo cuja terra come;
Oh, Deus. É meu nome!
Johny
Enviado por Johny em 02/12/2006
Reeditado em 12/02/2008
Código do texto: T307520

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (joão paulo t. correia). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Johny
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 32 anos
315 textos (16940 leituras)
2 e-livros (35 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 23:19)
Johny