Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu papai

Meu papy é um "moço" engraçado e muitíssimo inteligente, tenho um orgulho imenso dele, quando passei a me entender por gente sempre o vi lendo e escrevendo muito, papy é um contador de histórias nato e muito receptivo, gosta de conversar e quando começa vai longe, longe mesmo, ele tem tanto assunto que parece que nunca vai acabar e não acaba...
...Ele é muito talentoso, quando eu era pequenininha ele fez todos os móveizinhos de minha casa de bonecas de madeira, lindos! Tenho guardado até hoje, tem guarda-roupa, cômoda, mesa, sofá, penteadeira, tudo feito com o capricho de um artista que cria tudo com muito amor.
Meu papai é sonhador, do tipo que gosta de imaginar o que faria se ganhasse na mega-sena (eu já teria um apartamento e um carro garantido rs), mas ao mesmo tempo tem os pés no chão e acredita que nenhum dinheiro pagaria o amor que temos um pelo outro.
Meu papy tem nome diferente "Willame", talvez por isso tenha colocado meu nome também um tanto diferente "Ewelyn",diferente naquela época porque hoje a gente encontra Ewelyn em todo lugar, gosto do meu nome pois tem as iniciais do nome de papy e mamy que se chama Edleusa, meu papai que escolheu meu nome lindo.rs
Ele é muito teimoso, às vezes parece criança e sempre consegue o que quer, eu crio muito mal aquele menino lhe fazendo todas as vontades rs, mas eu faço isso porque valorizo a oportunidade que tenho por ter um pai presente, que eu posso sentar para conversar com ele, quando chego em casa do trabalho sempre ganho um abraço e um beijo na testa em sinal de seu respeito e amor por mim, papy é alguém que realmente sei que se eu precisar de algo estará disponível para me ajudar. Ele é um tesouro, já passei por vários momentos tristes pensando que iria perde-lo por alguns problemas de saúde que ele teve no decorrer da vida e para mim cada ano que passamos juntos é um presente mais que precioso.
Quando mais nova ele era um tanto rígido agora é bem calminho, ele pegava minha mochila e tirava todos os cadernos para verificar um a um e se encontrasse uma orelhinha sequer ralhava comigo, pegava no meu pé por causa de minha letra feia na época da escola nas séries iniciais, hoje tenho uma letra tão redondinha que parece que fiz curso de caligrafia, ele cobrava de mim as coisas para que eu criasse responsabilidade, não vou dizer que na hora que ele brigava comigo eu não chorava muito e ficava morrendo de raiva com um bico do "tamanho de um trem", ainda mais a minha pessoa que é super dramática rs, mas papy pensa da seguinte forma "é melhor eu te fazer chorar do que você me fazer chorar mais para frente" se ele tivesse "dozinha" de mim em tudo que eu fizesse será que eu teria a mesma mentalidade que tenho hoje?
Ele sempre nos criou para enfrentar o mundo mostrando que apesar de existir essa segurança familiar o mundo lá fora é bem diferente do que encontramos em casa, nem sempre tudo é um "paraíso colorido cheio de pássaros verdes e borboletas cor de rosa", na verdade quase nunca é assim, embora eu seja menina já carreguei muito tijolo, lata de areia e pedra para construir minha casa, já pintei parede e aprendi a fazer comida, organizar meu quarto, lavar banheiro, não há aquela distinção em dizer "isso é coisa para meninos e/ou isso é coisa de menina", lá em casa as coisas são bem diferentes nesse ponto, tudo é responsabilidade do coletivo, se existe um serviço a fazer ele tem de ser feito independente de qualquer coisa.
Uma dádiva que eu queria ter puxado de meu pai, mas ainda falta eu comer muito arroz com feijão para poder chegar lá é o poder de perdoar, papy teve uma infância difícil e nem sempre boas pessoas estiveram ao seu redor, entretanto ele nunca guardou mágoa de ninguém nem nas piores situações, já foi muito injustiçado e apesar disso costuma sempre nos contar as coisas boas que já aconteceram em sua vida e não as coisas ruins.
O que mais admiro em meu pai é que ele não é covarde, sempre foi ousado, nunca teve medo de enfrentar a vida, traça objetivos e os segue até o final independente da vontade alheia, tanto não tem medo da vida que teve cinco filhas e soube criar muito bem todas elas, ele nos incentiva a crescer e a sermos melhores como pessoa  (eu e minhas irmãs) e além disso ele faz o melhor bolo de fubá de frigideira da face da terra.rs
Papy é autêntico, sensível e encantador.
Feliz dia dos pais, papy! O melhor pai do mundo é o meu!

Ewelyn Kinha
Enviado por Ewelyn Kinha em 11/08/2011
Reeditado em 11/08/2011
Código do texto: T3153305
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ewelyn Kinha
São Paulo - São Paulo - Brasil, 31 anos
119 textos (12693 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 08:01)
Ewelyn Kinha