Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Concludente

Além de minhas palavras, eu te amei,
E te construí, como que peça por peça
Os mesmos sonhos teus eu sonhei,
E juntos não vimos o tempo passar depressa...
~
Foram tantas coisas que para nós formulei,
E tantas coisas que deixei de lhe falar
Flores que para ti não apanhei,
E tantas vezes que deixamos de amar...
~
Nos preocupávamos com coisas tão fúteis,
O dia de ontem, o dia de amanhã, e assim passou
Com estas coisas sem função, de detalhes inúteis,
E esquecemos de viver, há quem o amor jurou...
~
Batemos de cabeça, e sei que tropeçamos,
Pois não nos demos o direito de errar,
Sei que foi mais difícil do que pensamos,
De fazer o nosso sonho se concretizar...
~
Agora sei que o amor está distante da realidade,
Mas nunca longe da verdade, nem da dor
Por trás de nossas paredes há a intimidade,
Mas sexo também acaba, quando acaba o amor...
~
Esfriam-se os momentos antes empolgantes,
Como um prato de comida salgado,
As lágrimas rolam em nossos semblantes,
Ao pressentir que tudo está acabado...
~
Quem sabe se tivéssemos notado um ao outro,
Com os mesmo olhos adolescentes de paixão
Afastaríamos das garras deste estrouto,
E entenderíamos o amor na sua razão...
~
Eu sei que algumas vezes deixei de prestar atenção,
Em todos os detalhes que punha em minha vista
Mas eu te amei, com a minha mais pura emoção,
Eu te amei, e tu foste a maior de minhas conquistas...
~
Mas hoje é como um vaso que se quebrou,
Embora ainda mantenhas as flores vivas,
Não foi o destino, e sim o amor que acabou,
E assim separou, o caminho em nossas vidas...
Marco Ramos
Enviado por Marco Ramos em 06/07/2005
Reeditado em 07/07/2005
Código do texto: T31689
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Ramos
Salvador - Bahia - Brasil, 47 anos
242 textos (16657 leituras)
5 áudios (355 audições)
3 e-livros (406 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:50)
Marco Ramos