Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A voz do poeta

      Como um brado forte que toca a alma
    no silêncio aparente na fúria ou na calma
    o que faz sentimento em verso e canto
      dissolve o amor em palavra e pranto.

     Lástima perene amordaça o passado
      parando o tempo naquele momento
       grito eloquente um sonho divino
     ecoa na mente o badalo de um sino

    Registro maligno, seu câncer profundo
      metal valioso, maravilha do mundo
      da dor tatuada em folha e escrita
        pintura ilusória, imagem restrita

       Pobre poeta da dó sua tristeza
      Eterno pedinte, coração e beleza
       mais falta faria sem sua poesia
   apesar da angústia ela nos da alegria
marquesK
Enviado por marquesK em 07/07/2005
Código do texto: T32111
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
marquesK
São Paulo - São Paulo - Brasil, 96 anos
58 textos (9213 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:14)
marquesK