Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Custódio


A despedida dessa tarde
Esquecido pelo mundo
Neste aposento mudo
Queixume meu ainda arde...

Resoluto por amores
Entranhado de temor
Eu comia a ardor

Porquê traiçoeiras sois ó mulheres?...

Aprisionado estou...
Nesta custódia!
Esperando por um amor nesse dia...
Tal indulgência me cegou...
Mas que furor insano...

Mesmo com esta chama
Até sublime ninguém me ama
Olha que grande dano...

Benguela, 17/2/2003
Nkazevy
Enviado por Nkazevy em 23/07/2005
Reeditado em 23/07/2005
Código do texto: T36996
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nkazevy
Benguela - Benguela - Angola, 30 anos
168 textos (11333 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 04:55)
Nkazevy