Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POEMA PARA MEU PAI

José António Gonçalves

           para a Arabela, o Marco e a Natacha

sobre o teu ombro
eis o umbral da porta
a sombra das tuas mãos
enrugadas

desenhei as tuas viagens
nos cadernos escolares
e salvei-te muitas vezes
dos monstros de cinza
que te perseguiam
no breu das águas

perguntava à mãe
porque sempre partias
e ela fazia-me uma festa
no cabelo
e ficava horas a olhar
sozinha o horizonte

numa redacção tive
de explicar o sentimento
a minha opinião de criança
sobre o pai emigrante
e eu pensei logo no vento
do mar das Caraíbas
e no Sol da Aruba
espelhando-se no Curaçau

estavas muito distante
e afinal ali tão perto
no coração de outras ilhas

quis confessar-te um dia
como é bom o amor de um filho
mas só houve silêncio em casa

na rua gritava o teu nome pai
e de ti só dizia maravilhas

 
José António Gonçalves
(inédito.19.03.05)
JAG
Enviado por JAG em 24/07/2005
Reeditado em 16/08/2005
Código do texto: T37272
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JAG
Portugal, 62 anos
117 textos (41779 leituras)
4 áudios (187 audições)
1 e-livros (28 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 04:51)
JAG