Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vida

Acordei,
Numa manhã,
Enublada,
Como o desespero.

A água salgada,
Batia-me no rosto.

Fortes lufadas de vento,
Urgiam no tempo.

As conchas do ser,
Remexiam-se,
Na mente inapta.

De nada os olhos serviam,
Só sereias se viam,
Como os desejos insólitos,
Surgiam na desventura da manhã.

Por fim,
O Sol resplanesceu,
Tudo tomou força e cor,
Percebi então,
Que tudo não passava,
Da simples vida.
Lily
Enviado por Lily em 27/07/2005
Código do texto: T38179
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lily
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil
46 textos (4416 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:33)