Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
MEDO

Imóvel eu estava quando tu chegaste.
A chuva caia na vidraça e escorria nas calhas.
A volúpia invadiu-me e meus olhos saíram das trevas.
Deixavas a adolescência e vinhas qual uma flor.
De súbito, não me recordo, senti teu desejo de mulher.

Do teu corpo exalava perfume que impregnava o meu.
Ao longe eu ouvia o canto das emas.
Veio a aragem e meu coração se agitou.
Tua voz invadiu-me e meu sexo tu cantastes.
Eu não mais amaria, desiludido eu estava.
Mas tu cheiravas-me tão fortemente
Que não deu para resistir.

O desejo da carne chegou-nos ao extremo
E loucamente me fez.
Entrei na estrada desconhecida de onde tu vinhas
Nossos corpos deliciaram-se do amor
Eu te cativei, te amei como ninguém.
E findou o medo de amar outra vez
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 09/08/2005
Código do texto: T41590
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3128 textos (79566 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 07:13)
R J Cardoso