Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

tentando acertar.........

   
       Ferida para não ser destruída:
       Examinei-me e lutei para não ficar sofrida.
       Vi vários erros em mim,tive medo de ser consumida
       Pequei contra mim mesma,se cuidei da minha própria vida indo embora sem despedida.

       Vermelho é a cor do amor, mas em mim causa rubror
       Verde é a cor da esperança, a cor da tolerância, trazendo claridade a meu espírito enfim
       O azul...ah! o azul cor da serenidade que eu consegui com a idade passando para outrem a maturidade.
       Branco cor da paz, paz que agora reina em mim e que tenho certeza que mais dia, menos dia nos meus cabelos será refletida sim.
       
       
        Tornei-me um mediano ser humano, cheios de defeitos, com desejos de crescer enfim. Mas um dia não muito longe espero, ficar mais esmero tudo que desejei para mim.
        Futuro a Deus pertence alguém já disse. Eu creio, porque caso fosse diferente, porque eu ainda estaria
 aqui.

        Quero crescer sem me aborrecer, como já devo ter feito a alguém.
        Olhar para meu vizinho e poder sorrir desejando-lhe todo um bem.
        Poder dizer lhe amo, receber amor também, fazer disso uma obra perfeita como Deus assim o fez.
        Usarei essas armas no mundo em que o mau vem prevalecendo sobre o bem, quero seguir desculpando os erros do meu irmão para que os meus próprios ninguém veja então. Pretacosta.












               



 

       







Pretacosta
Enviado por Pretacosta em 17/08/2005
Código do texto: T43365
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pretacosta
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 64 anos
236 textos (32729 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 11:03)