Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AO CORAÇÃO

Ah! pobre coração vazio !

Porque bates assim, veloz e frio?

Acaso não tens a lembrança

de um amor puro e verdadeiro?

Porventura será fado a consumir-te por inteiro

sem sequer acalentar-te uma esperança?




Ah! Frio coração que vaga pela terra:

Que angústia teu bater encerra,

nas lágrimas que choras sem conter?

Não vês que suspiros delirantes,

povoam teus sonhos errantes?


Ah! Serás tu, que em teu sonhos de criança,

vês a ave da esperança

sonhando sempre a voar?

Ou serei eu que tais sonhos despedaça,

qual negro abutre que esvoaça,

por sobre a presa a espreitar?


Ah! Serás tu, alva estrela , astro fulgurante,

flor dos campos, inocência de um instante,

que vês somente os sonhos teus?

Ah! Eu vejo a noite borbulhar nas vagas

e sinto bem a consciência nestas plagas

por um momento a recordar de Deus !

 

Nelson de Medeiros
Enviado por Nelson de Medeiros em 19/08/2005
Reeditado em 25/08/2005
Código do texto: T43618

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson de Medeiros
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
493 textos (66376 leituras)
11 áudios (2996 audições)
1 e-livros (184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 07:45)
Nelson de Medeiros

Site do Escritor