Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À noite!

A noite mal me soa,
É inimiga, que fel amargo,
Em sua garganta negra,
E por mãos tem rijas garras,
Da qual tento me ver liberto,
Esforço vão!
E tudo por que,
Que te fiz noite cristalina,
Que te fiz deusa celeste,
Da coisa poética peregrina?
Sob tu, uma saudade me assola o coração,
E que dança sobre os despojos de meu coração,
Ensandecida!

Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 28/08/2005
Código do texto: T45778
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edvaldo Rosa www.sacpaixao.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Edvaldo Rosa
São Paulo - São Paulo - Brasil, 55 anos
1727 textos (173723 leituras)
23 áudios (10645 audições)
35 e-livros (8978 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:35)
Edvaldo Rosa

Site do Escritor