Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

estou sozinho ( divagações )


Lá fora...
Chove e faz frio.
Estou preso em meio a transito.
Em um ônibus coletivo.
Estou sozinho.
Ninguém nota minha presença.
Eu escrevo e penso, na chuva lá fora.
Que de repente, se transforma em temporal.
Trazendo junto, chuvas e granizos.
O motorista estaciona e aguarda.
Que a chuva se torne mais amena.
Para que ele possa continuar.
Eu alheio a tudo que se passa.
Não noto que pessoas aflitas.
Pedem ao motorista para seguir.
Eu continuo a escrever, e não sinto.
Que ao meu lado tem alguém sentado.
E que tenta me dizer algo.
Eu não escuto, ainda divago, e escrevo.
Sobre o papel em minhas mãos.
Papel que de repente, torna-se branco.
Nada havia escrito nele, acordei.
Estava sozinho no coletivo.
E, que chegara ao fim da viagem.
Todos os passageiros já haviam partido.
Enquanto eu dormia ao som da chuva!


                              Volnei R. Braga



Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 30/08/2005
Código do texto: T46131
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147481 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:20)
Volnei Rijo Braga