Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÉSCIO OUTUBRO (homenagem a Che Guevara)

Morto como em sonho
Segue  vivo o mártir
Enterrado em vala qualquer
Fez-se em meu peito
A mais bela das tumbas

Obrigado amigo soldado
Por cravar em  mim
O mais nobre sentido
Na  mais cândida emoção

Para sempre doutor comandante
Serás  referência de amor
Para aqueles que praticam a justiça,
Esta  reservado o infinito

Quem dera um dia vê-lo amigo
Por trás dos meus sonhos
Além das cortinas
Que nós não pregamos

Quando ouço a voz dos aflitos
Vejo a bandeira estampada em cada rosto
No desespero do faminto
Sinto seu coração nobre soldado
Pulsar em ritmo ao meu.

Não estas  morto
Nem ao menos  dorme
Apenas repousa seu corpo cansado
Por batalhas vencidas.

Sua voz ainda ecoa
Suas cartas ainda são lidas
Seus  feitos ainda lembrado
Sua morte é tristeza e alegria.

Fostes  tragado pela terra
E firmado como herói.

Agora te encontro nas estrelas
onde irei se tiver sua sorte
Pois tudo que mais  anseio
É estar ao seu lado amigo  guerreiro
Como pretenso sonhador que sou


marcos barreto
Enviado por marcos barreto em 31/08/2005
Reeditado em 08/05/2007
Código do texto: T46596
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
marcos barreto
Curitiba - Paraná - Brasil, 42 anos
15 textos (2567 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:04)
marcos barreto