Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mar de Revolta

Submerso num mar de ilusões
Mal consigo nadar diante dessa confusão
Afogo-me por causa das  pessoas e suas razões
Descabidas – perdidas na contra mão
Do bom senso e consciência
Tento respirar um pouco de verdade
Mas pra falsidade não tenho paciência
Enquanto isso vou nadando com tubarões
Corruptos e lulas por todo o lado
Até que consigo subir
Mas aqui em cima está pior que lá embaixo
Tem gente querendo poluir
Esse mar com uma hipocrisia
Que não dá nem pra medir
O estrago que vai causar
Até que tentam limpar toda a sujeira
Mas parece que só vai aumentando
E eu não vejo nada com toda essa poeira
Parece que jogaram uma bomba
De enganação e injustiça
A destruição foi geral
Geral!

Vou mergulhar
Tentar encontrar
Meu espaço nesse mar de decepções
Contradições
E ainda ter que deparar
Com algumas estúpidas opiniões
Alguém devia afogar
Afoguem! Afoguem!
Joguem! Joguem!
Ele pra fora daqui!
Esse mar já não está pra peixes
Mas não deixe que esse bagre
Venha não sei de onde e estrague
Tudo o que está a sua volta
Gerando uma onda de revolta.

03/05/05
Miguel Rodrigues
Enviado por Miguel Rodrigues em 02/09/2005
Código do texto: T47094
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Rodrigues
Barueri - São Paulo - Brasil, 33 anos
1434 textos (42663 leituras)
6 e-livros (1681 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 10:40)
Miguel Rodrigues