Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

APOCALIPSE ATUAL



Somos seres falíveis demais
Julgamos ser deuses perfeitos
Queremos alterar a ordem da vida
Que petulância! Que disparate!
A natureza rebela-se, mostra sua força
O homem teima em destruí-la
Neste embate descomunal há consumição
O animal entra em extinção
O solo treme em alerta,
Mas a humanidade não desperta
As ondas crescem, matando populações
O magma sobe, explode-se em vulcões
O homem impassível, a tudo assiste
Levanta seu dedo em riste
A bradar contra o natural
Será que o bicho é o irracional?
Pretensão demais destrói
A mulher de Ló virou estátua de sal
Deseja o humano ser apenas uma lembrança atemporal
Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 20/02/2005
Código do texto: T4819

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916747 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:32)
Denise Severgnini