Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Buscando respostas


Será que alguém um dia, ao ler este poema.
Conseguira entender o que hoje, escrevo aqui.
Talvez diga que sou anormal, por tudo que sinto.
Como sentir dor, por pessoas que jamais eu vi.

Como ver felicidade nas pessoas, num olhar.
Perceber num sorriso o amor, fluindo da alma.
Sentir um coração pulsar, sem ao menos tocá-lo.
Sentir a paixão, fogo que abrasa e se avoluma.

Posso, tudo ver, tudo posso sentir, menos entender.
Por isso escrevo este poema, buscando por respostas.
Embora saiba que respostas, dificilmente irei ter.

Às vezes sozinho, penso e sempre digo, esta velha frase.
Porque meu Deus, se eu consigo ver a felicidade alheia.
Porque então, a minha felicidade, eu não consigo ver.





Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 09/09/2005
Código do texto: T48883
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147484 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:07)
Volnei Rijo Braga