Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EUFORIA GERAL

Para amanhã, espera-se o novo.

Espera-se um dia melhor que o anterior.
No próximo, e para ele mesmo.
Também para o nem tão próximo.

Espera-se um Brasil melhor, diferente,
após o domingo de eleições.
Espera-se o que poderá vir logo, logo.

Espera-se no povo, nos salários
porvindos. Espera-se a porta aberta
sem tramelas, maçanetas.

Chora-se por nada, bocas famintas,
exasperadas,
espelhadas para o dia seguinte.

Enquanto esperamos, a alma faz
o seu desvelo, enrola o novelo das esperas.

Como antes, feito abelhas tontas,
produzimos o mel de todos os dias.

Tomara muitos saibam de seu gosto.
Que espera não seja desgosto.


Do livro OVO DE COLOMBO. Porto Alegre: Alcance, 2005, p. 33.
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 09/09/2005
Reeditado em 20/10/2006
Código do texto: T49150
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Joaquim Moncks). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
2581 textos (709611 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 04:56)
Joaquim Moncks