Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ai quem me dera


O dia a dia uma batalha sem igual
Uma esperança passa e uma outra retoma
E desta forma,
vamos alimentando nossos sonhos,
nossos desejos, e também nossos lampejos.

O dia vai e com ele também levamos um pouquinho de nós,
Um cansaço no corpo, na mente.
Um alivio na alma. A leveza das tenções.
O leão vencido.

Ai quem me dera, se pudera
Viver o hoje tão somente,
Sem a tortura lá da frente
Sem o fardo do passado
Vivendo somente o presente.



 
 
 
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 22/02/2005
Reeditado em 30/07/2006
Código do texto: T4933
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5255 textos (1212291 leituras)
5 e-livros (11711 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/09/16 22:31)
Ataíde Lemos

Site do Escritor