Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MUNDO POÉTICO

É estranho o meu desenvolver poético,
Que não obedece às leis formais,
Ele me vem de inspirações normais
Para este mundo tão hermético.

Eu que tenho um senso meio herético,
Que mora em mim e ninguém jamais
Poderá dissuadir-me a mudar por mais
Que considere o meu versejar antiestético.

Ele vem de dentro, vem do amor puro,
Da sensualidade que veste minh’alma.
É o bálsamo que minhas dores acalma
É na tempestade o meu porto seguro.

É a minha oração quando titubeio na fé,
É a essência do homem que amei um dia,
A minha escalibur na justa porfia,
Pelas manhãs a minha taça de café.

22/05/04.

Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 12/09/2005
Reeditado em 15/09/2005
Código do texto: T49726

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343172 leituras)
19 áudios (10580 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:44)
Maria Hilda de Jesus Alão