Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

JARDIM DE PEDRA

Meu lindo jardim,
Outrora tão viçoso
E colorido de flores,
Povoado de amores,
Converteu-se veloz
Em deserto belicoso.

A razão?
A água que o umedecia
Evaporou-se no ar!
O sol que o iluminava
Deixou de, no seu
Céu de límpido azul,
Luzentemente brilhar!

Não há mais nada,
Nada com vida
No meu jardim;
Tudo está petrificado,
Duro como a rocha.
Só eu choro a dor
Que existe em mim!

Tudo é de pedra
Neste meu jardim!
Só eu estou vivo,
Para sofrer
As tristezas a me doer,
Nas lembranças daqueles
Momentos tão festivos!

Por que ainda vivo?
Por existir esperança!
Esperança de que um
Novo sol venha a nascer,
Que nova fonte de água
Da terra venha a florescer!

A esperança me anima
A viver de lembranças,
Esperando o dia em que meu
Tão vivo jardim, reviva,
Tornando minha vida
Novamente uma existência
Alegre, completa e viva!
Erode Lino Leite
Enviado por Erode Lino Leite em 13/09/2005
Código do texto: T50093

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Erode Lino Leite
Nioaque - Mato Grosso do Sul - Brasil, 53 anos
121 textos (14580 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:16)
Erode Lino Leite