Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A MORTE

A morte é a noiva
Que no altar da vida
Estou a desposar;
Como noiva, tarda a chegar,
Ansioso deixa-me a esperar!

Ela sempre engendrou
Com seus afagos, cativar-me;
Na penumbra do viver
Soube nos meus delírios, aplacar-me.

Arquitetou à minha volta
Uma teia invisível
Que impede minha revolta;
Preso, mantêm-me à solta!

Somente pelo nosso idílio,
Obterei minha liberdade,
Findando, da vida o exílio,
Gozarei da suprema felicidade!

Quando enfim, findar o cotejo,
E selarmos no negro beijo,
À festa participaremos unidos,
No seu traje primoroso, singelo,
Nosso dançar, o mais belo,
A todos deixaremos aturdidos
Seguindo em ímpar cortejo!

Erode Lino Leite
Enviado por Erode Lino Leite em 14/09/2005
Código do texto: T50299

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Erode Lino Leite
Nioaque - Mato Grosso do Sul - Brasil, 53 anos
121 textos (14578 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:28)
Erode Lino Leite