Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Da queda

A vertigem da queda
Babel de palavras
É a ruína de meu coração

No sopro cálido do vento da mentira
Quente como deserto
Só vejo a miragem

O sopro cálido do vento da mentira
Acolhedor como meu lar.
Recebe minha alma cheia de vermes

Na lama rasteja a mentira
Na lama rasteja o coração
Na lama.

A lembrança de toda a dor
É a ferida aberta
E não existe manhã.

Somente a escuridão.
O caminho serpenteia na escuridão.
O abismo é a morada do coração.

A danação da alma
A danação do ser
É a morte do amor.
Jessé Correia Júnior
Enviado por Jessé Correia Júnior em 14/09/2005
Código do texto: T50466
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jessé Correia Júnior
Curitiba - Paraná - Brasil, 36 anos
6 textos (188 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:57)