Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PELA PAZ E SEGURANÇA GLOBALIZADAS

Vivenciamos hoje uma grande crise moral entre os homens, Neste Plano. Precisamos por as mãos à obra, em busca da mudança do status quo internacional. Não é mais aceitável que mais de 90% das sociedades politicamente organizadas sejam compostas de miseráveis e pobres, permanecendo mais de 90% das riquezas nacionais nas mãos de uma minoria de menos de 10%, comandadas por uma Ordem Econômica Internacional perversa. Alguns de nós necessitam ver nossas sociedades mais organizadas, justas e eqüitativas. O futuro com paz e segurança internacionais depende de mudanças.

Nos dias atuais o mundo vive como resultado dos rápidos avanços tecnológicos e do mercado internacional, assim como das crescentes atividades transnacionais, tornando-o cada vez mais interdependente. E esta constatação nos faz tão interdependentes que, sem um sentido de responsabilidade universal, sem um sentimento de fraternidade a todos e sem a compreensão e a convicção de que realmente somos parte de uma grande família humana, à paz e a felicidade da humanidade, são inatingíveis. Até porque, renascemos incontáveis vezes e é plenamente concebível que, cada ser haja sido, em algum momento, nosso pai ou mãe. Se aqui e agora vivemos em nossa pátria, já vivemos, no passado longínquo, também um aqui, agora, longínquo.

Em prol do espírito de humanidade, podemos dizer, hoje uma nação já não pode resolver seus problemas satisfatoriamente, por si só; muito depende do interesse, da atitude e da cooperação das demais. Uma abordagem de respeito, no mínimo, à Declaração Universal dos Direitos do Homem, aos Direitos e Deveres Fundamentais do Estado, abrindo espaço ao progresso e ao bem-estar social a todos e às potencialidades espirituais em cada ser, quer me parecer, é a base sólida para a paz mundial ser estabelecida e mantida.

Aos governantes das Grandes Potências cabe agirem no interesse de suas populações e das demais, eis que, o livre arbítrio para fazer ou não fazer não exclui a responsabilidade com os outros Estados, eis que vivemos e influenciamos a marcha da Roda da Vida no Tempo, na Terra, pelo espaço sideral. Portanto, é atitude mais sábia, em prol de um futuro melhor, que, os dirigentes das nações poderosas pensem, também nos demais povos, quando estiverem buscando o progresso e a felicidade de seus povos, neste Plano, aqui e agora. Não basta dizerem “somos o progresso e vivemos o bem-estar social pleno”. Será que realmente é assim, sem voltarem os olhos para os outros estados e suas populações, jogados ao léu, explorados? Será que a Terra do Tio Sam, com Busch e aliados, pensando apenas em seu país, e agindo na exploração dos demais, sem olhar ao próximo mais próximo, como emanado da mesma Fonte Maior, têm e terá, realmente, o status quo vigente, eternamente? Ou, será que não tendo apreendido a lição do 11 de setembro, está, estão, cavando o túmulo para o enterro da paz e segurança da própria nação, e, levando os demais povos do globo a mesma situação, por alimentarem egoisticamente a instabilidade internacional?

Senhores Donos do Poder Secular: lembrem-se que alcançar os objetivos nacionais depende do respeito aos Direitos Fundamentais do Homem e dos Direitos dos demais Estados, pela busca do progresso pleno. Tudo neste mundo é resultado da lei de causa e efeito e vivemos em uma interdependência crescente, em todos os sentidos: natureza, homem e mulher; nações, a vida sobre a Terra. O “Sol é para todos”.
Pensem nisto!

Pensemos e oremos ao Grande Arquiteto do Universo: O Grande Dono do Poder, em prol de um mundo mais justo e perfeito, aqui, agora, para o futuro de nossos filhos; da humanidade. 

Que assim seja pois que assim será.


Porto Velho, 21 de agosto de 2005. 


Assim:

1. Amando a Essência Divina Individualizada Em Você, em Vocês, para Expansão na LUZ, Aqui, Agora, Desde Sempre, Enquanto na Roda da Vida, e Além, Como Expansão Constante do Todo, na Vontade Maior, Eternamente, DA LUZ E  PELA LUZ.

2. Trabalhando Por Rondônia, Pelo Brasil, Pela Humanidade,
Aqui, Agora, "ad eternum".

3. Como Sugestão:
E que cada um de nós Seja Capaz de Doar o que não lhe for útil para o irmão próximo, pois isto será uma benção renovadora, em prol de todos os necessitados.
Saibamos que, assim, estaremos semeando no Cosmos, sempre fértil, para o nosso próprio porvindouro, em Abundância Plena, necessitados que somos, não só do Pão Físico, mas do Eterno: justo e perfeito.

4. Haja LUZ. Haja Ética.

5. Com um grande "quebra-costelas", 


Prof. Vitor Hugo Bitencourt da Silva

Sócio Fundador da Associação Rondoniense de Poesia – ACARP
Sócio efetivo e Comendador da Ordem da Confraria dos Poetas Brasil – OCPOETAS BRASIL
DOUTORANDO
E-mails: vhbbrasil2@hotmail.com

 

Prof Vitor
Enviado por Prof Vitor em 14/09/2005
Reeditado em 11/01/2013
Código do texto: T50523
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Prof Vitor
Porto Velho - Rondônia - Brasil
142 textos (19423 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 13:03)