Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NAO PRECISA TER CIUMES

Depois que escrevi saudade de Santo Angelo, um irmao ficou com ciumes por nao ter citado a Fraternidade Luz da Serra, que tb amo, entao, mandei a ele estes  versos....


Escrevi uns pobres versos
Pra falar de meu rincão
Citei amigos diversos
Todos do meu coração

Falei da pesca e da confraria
falei do coração missioneiro
Não falei da Luz da Serra
e magoei um companheiro.

Meu caro Sisti nao se aborreça
Eu adoro o irmão faceiro
falei da Renascença
por que dali fui obreiro.

Mas adoro cada luz serrano
como meu próprio irmão
Eu  nas letras sou profano
mas falo com o coração.

Hoje fico aqui  pensando
no ensopado de ovelha e mandioca
Que Dalton e Sisti vão cozinhando
A irmandade reunida vou vislumbrando
E triste fico só sonhando...


Um dia ainda vou voltar
Pra essa terra missioneira
dessa gente faceira e verdadeira,

um abraço bem bagual
pra esse povo genial
aos irmãos o meu apreço
vou encerrando afinal....

( luiz fernando daher)











luiz fernando costa daher
Enviado por luiz fernando costa daher em 19/09/2005
Código do texto: T51865
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
luiz fernando costa daher
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 54 anos
325 textos (50398 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:18)
luiz fernando costa daher