Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema Manifesto - Neo Surrealismo

Academia de Loucuras


O infinito do vasto pensamento
Ir mais longe que a distância
Nada impede a Loucura de se manifestar
Olhem!!!
Tudo flutua,
Tudo desaparece,
O tudo se torna nada
A sabedoria vive na montanha assombrada
Uma nova dimensão mística
Todos conhecem o que nunca conheceram,
Todos vão ver, pois estão cegos
Stephen Hawking viu a sombra do planeta Érus
Com a teoria da Mecânica Quântica
Einstein viajou até as montanhas satânicas do mundo do mestre Valdemort
Enxerguem com os ouvidos
Quem tem tudo, nada tem...
Quem conhece, desconhece...
Estou sendo desintegrado!
Háháhá!!!
O fantasma de Nicolau Copérnico viaja na expansão do Universo
E com ele, Flamel e a Pedra Filosofal
Harry Potter tem medo do Medo e enfrente a Coragem
Nem Brida pode entrar...
Só entra quem foge da rotina do mundo
O que está acontecendo?
O mundo...
A luz do mundo de sir Conan Doyle
A estrela Belty, império de Alexandre
O mundo da fada Tiphas
O deserto se expande numa ostra
Não somos loucos
Assim como Salvador Dali
Assim como o Surrealismo invade a galáxia de Darth Vader
Oh!
Sim!!!
No planeta Mia vive a sabedoria de Salomão
Que corta a cabeleira de Sansão
Aonde ele está?
Ah, sim!!!
O Alquimista foi procurar seu tesouro, que estava onde ele estava
O mundo cosmológico da ovelha (que não foi clonada)
Que vive porque ela é gente que já morreu pra ser uma coruja
Pode ser o Apocalípse
Ou não precisa ser nada,
Talvez seja apenas o sopro do vento...
E se for o mar sem a água?
Pode ser o deserto de grãos de mostarda,
Pode ser o dragão que voa nas noites...
Pode ser que eu seja louco,
Pode ser que todos nós somos loucos...
Loucos!!!
A persistência da memória,
O Enigma Sem Fim
Ou simplesmente Isaac Newton no planeta da Odisséia de Galileu Galilei
No mundo Anelar...
Max Ernst ensina a água a voar como se fosse nuvem
Pablo Neruda tem lugar garantido no planeta Bruegel
Ao lado de Mário Jiménez do planeta Oraculum
Nobel destruiu numa explosão as patrulhas do imperador Calígula na galáxia Negra
Onde José Saramaga e Hans Christian Andersen
Ajudam o Patinho Feio a ficar uma gracinha de patinho
Onde o pêndulo do planeta Horr marca o início da guerra
Contra as forças dos czares
Onde eu coroei Giuseppe Verdi como rei dos trovadores da Liberdade
O faraó Ramsés II tornou-se escravo em Israel
Eu vi Carlos VII fugir com Joana D'Arc após comer pizza no Bexiga
Eu vi Carlos Magno se formando em gastronomia na Universidade de Harvard
A Academia de Loucuras é tudo e é nada, porque ela existe e nunca foi encontrada!

K Lorca
Enviado por K Lorca em 19/09/2005
Reeditado em 13/03/2009
Código do texto: T51949
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
K Lorca
São Paulo - São Paulo - Brasil, 33 anos
105 textos (9934 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 07:17)