Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÚLTIMO DESEJO

Desponta longe radiante a alvorada... A noite morre...
Cantarolam os bem-te-vis na galharada,
e a brisa acolhedora que lá fora corre,
sopra no peito uma quimera inalcançada!


A imensidão abre-se em cores matizada,
em réstia de luz que em corpo e alma me percorre,
e esta amargura no meu peito agasalhada,
na natureza se aconchega e se socorre...


Tudo é beleza,  só magia e encantamento...
A solidão desaparece num momento,
e num segundo tenho a vida por consorte!


Mas, voltando ao mundo em que vivo em desalento,
rodopiando a confundir meu sentimento,
sinto que quero, na verdade, é mesmo a morte!
 
Nelson de Medeiros
Enviado por Nelson de Medeiros em 25/09/2005
Código do texto: T53730

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson de Medeiros
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
493 textos (66305 leituras)
11 áudios (2996 audições)
1 e-livros (184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 21:55)
Nelson de Medeiros

Site do Escritor