Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CANTO DAS GERAIS

   Eu quisera ser por hoje
       Cora Coralina
   Não para cantar
   Os tão decantados,
   Bem cantados e encantados
   Becos de Goiás,
   Mas para falar das Gerais,
   Das velhas cidades mineiras
   Se almas sensíveis
   Buriladas pelo cinzel do Aleijadinho...

   Cantar as ladeiras tortuosas
   E as velhas igrejas mineiras
   Tão belas e tão barrocas...

   Cantar as montanhas alterosas
   De um verde escuro e brilhante,
   E as serestas ao luar
   Cheias de doce lirismo:
     "Oh! Minas Gerais
      Quem te conhece
      Não esquece jamais..."

   Diamantina, Ouro Preto,
   Mariana, Sabará,
   São João Del Rei de Tancredo,
   Ausência sempre presente
   No coração e na alma,
   Mágoas fluindo no ar,
   Tristeza feita saudade...

   Se eu soubesse cantar
   Ou mesmo só decantar
   Como Cora Coralina,
   Falaria das Gerais,
   Das lendas, das tradições...

   Mas sei apenas sentir
   Com esta tonta mineirice
   Este amor, esta doçura,
   Amando esta formosura
   Que é nossa Minas Gerais...


   
Linandre
Enviado por Linandre em 28/09/2005
Código do texto: T54707
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Linandre
Itabira - Minas Gerais - Brasil
244 textos (18338 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 04:00)
Linandre