Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRAZERES INVERSOS

MINHA VIRGEM MORTA E ENSANGUENTADA
ENTENDA QUE EU NÃO SOU O CULPADO
SOU UMA CRIANÇA ORFÃ DESAMPARADA
UMA SIMPLES MARIONETE DO PECADO


SUA MORTE,NÃO ME TROUXE FELICIDADE
APENAS UMA ESPÉCIE DE PAZ INTERIOR
FOI PARA SACIAR MINHA VONTADE
DE VER UM INOCENTE PASSAR DOR


NEM SONHO, APENAS DURMO TRANQUILO
NUM QUARTO DE ABSURDA ESCURIDÃO
LEMBRO-ME DO SABOR DO SEU MAMILO

PRÓXIMO ÀS BATIDAS DO SEU CORAÇÃO
E PEÇO A VOÇE SIGILO
A RESPEITO DE NOSSA RELAÇÃO.
pedro carmo
Enviado por pedro carmo em 02/10/2005
Código do texto: T55777
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pedro carmo
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 34 anos
172 textos (5174 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:43)
pedro carmo