Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Moldura Semântica


Guardados na forma
Como se movimenta o vento,
No silêncio
Das coisas luminosas
E na inação reflexiva
Dos objetos inanimados,
Enfim, de alguma forma
E por alguma via,
Estão os sentimentos
A coagirem o nada
A estipularem semânticas
A vencerem a barreira do insignificante
Tal como paralemente agem as cores
E os barulhos complexos
Antes tão inacessíveis
Agora, por um estado mental inercial
Falam a mim que o mundo
Ganhou sentido, pois alguém existe
A confabular a estrutura do que se percebe
Desinteressadamente, e que, claramente,
Apoderou-se até de meu pensamento
Pois, de certa forma
Indireta, volitivamente
E direta, efetivamente
Controla hoje minha mente...
Mar de Oliveira Campos
Enviado por Mar de Oliveira Campos em 02/10/2005
Código do texto: T55924
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mar de Oliveira Campos
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
77 textos (5348 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:37)
Mar de Oliveira Campos