Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando desperta o Demônio que há em mim

Quando desperta o Demônio que há em mim
De todos, o que mais ama, e o faz por ser
Quem mais, desgraçadamente, sofre, e é sim
Quem pode enchergar muito mais que ver.

Demônio que vem como uma bênção e me entorpece
Flui em meu sangue e assim, me acalma
Ah! Meu Deus, se algum dia eu pudesse
Me livrar dos tormentos que habitam minh'alma!

E todo meu amor, que é todo meu tormento
Que eu tento matar, mas que a mim é mais forte
Eu só preciso de força, pra ver se agüento
Não despertar meu Demônio até minha morte.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 07/10/2005
Código do texto: T57595

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30823 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:28)
Júnior Leal