Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Midas e Eu...

Se meu mar é agitado, nas raízes me aprofundo,
O presente é o meu legado, nas andanças pelo mundo.
Tenho rocha no traçado, e cristal no sentimento,
se me calo, grito ou falo, tudo é livre no momento.
 
Não mascaro a solidão, nem disfarço minhas dores.
Não procuro por riquezas, se no céu não há valores.
Nas pinturas do meu dia, tantas cores se apresentam,
mesmo os frios tons de cinza, cujas sombras atormentam.
 
Sou a rosa no agreste, se o amor vem irrigar,
sou criança inocente, na presença de um olhar.
Tenho bicho aprisionado, natureza que se expressa,
e ao tempo dou respeito, não lentidão, e nem pressa.
 
Se o futuro não pertence, e o luar é invasão,
se das pedras nasce um rio, que não volta em nossa mão,
Não revido, não retalho, no silêncio sou palavra.
Não sou nó que embarace, sou verdade que desata.
 
Se não tenho, não reclamo, se recebo, agradeço,
se me falta tudo à volta, é aquilo que mereço.
Sou"Midas" nos meus sonhos, na pureza e fantasia.
Tudo que meu coração toca, transforma-se em poesia...
Day Moraes
Enviado por Day Moraes em 09/10/2005
Código do texto: T58242
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Day Moraes
Angra dos Reis - Rio de Janeiro - Brasil
137 textos (4782 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 19:59)
Day Moraes