Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A mão mendiga


A mão espera
sem perguntar
se alguém entende
ou não aprende
a segurar!

A mão se estende
pra mendigar,
mas não se vende
e nem compreende
o que é sonhar!

A mão se agita
solta no ar.
Alguém a fita,
contorna, evita
seu triste olhar!

A mão se agita
tenta alcançar
e pende aflita;
dor infinita
por esperar!

A mão espera
alguém humano!
Vão primaveras;
vão tantos anos...
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 10/10/2005
Código do texto: T58285
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10790 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:14)
Poeteiro