Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Maturidade

Não vejo rugas,
mas sinto a maturidade.
Chama-me à razão,
em desprezo às sentimentalidades.

Não quero fugir de minha essência!
Desejo a liberdade de um olhar...

Desejo os desejos,
sem censuras nem culpas.

Não quero,
transfundir de meu corpo,
o sangue do amor,
que me manteve viva.
Não quero,
transpirar frieza,
sem perfume...
Não quero,
cegar-me ao sol,
nem me ensurdecer,
ao canto das cotovias.

Quero o perfume,
na ausência do ar.
Quero o amor,
na ausência de tudo mais...
Day Moraes
Enviado por Day Moraes em 10/10/2005
Código do texto: T58380
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Day Moraes
Angra dos Reis - Rio de Janeiro - Brasil
137 textos (4782 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:44)
Day Moraes