Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu choro

Choro para purificar a alma,
Choro que verte em sangue,
Água sagrada que acalma,
Curativo pra que fenda estanque.

Choro por um sonho não cumprido,
Por um amor não ofertado,
Por um sorriso esquecido
Por um gemido calado.

Choro por você,
Não choro pelo seu feito
Porque você me fez crer,
E hoje vazio é meu leito.

Mas não se alegre pelo meu choro,
Pois dele é feita melancolia,
E não se compadeça com o mesmo choro,
Pois sua fraqueza não é covardia

Não quero que ele se esgote,
Porem que sua solidão não persista,
Que seja eu vosso consorte,
E não ele minha vadia.

Que com ele não sopre a morte,
Nem dele brote vida.
Que sua maldição vire sorte,
E sua benção ferida.

Que dele seja feito meu descanso,
E com ele você escoe da minha vida,
Que de tudo seja desferido golpe manso;
E minha ira não cesse tempestiva.


Gustavo Fernandes
Enviado por Gustavo Fernandes em 12/10/2005
Código do texto: T59090
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Fernandes
Olinda - Pernambuco - Brasil, 34 anos
55 textos (2018 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:04)
Gustavo Fernandes