Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vá embora!

Vá!
Eu não quero que volte,
não quero tua amizade,
nem tua compaixão.

Vá...
Eu já me desfiz das tuas amarras,
vá com Deus, ou com o diabo,
mas vá!

Não quero sua simpatia,
não quero sua amizade,
não quero que seja sociável,
não quero que lembre meu nome.

Some!
Eu estava tão bem,
sem nem sabe se estava vivo ou morto,
para não importa,
não faz diferença.

Esqueça!
Assim como esqueci de você,
vá em frente,
você foi embora,
e não precisa olhar para trás.

Tanto faz,
se estou bem ou não,
viva ou no chão,
não vou pedir socorro,
não para você.

Eu vou atirar tudo,
toda a mágoa,
raiva,
ódio,
desprezo,
asco,
que eu tenho por essa coisa,
chamada de pessoa,
que você é.

Vá!
Não volte,
não quero ouvir nada de você,
nem palavras ou desculpas,
não lembre de mim,
nem mesmo para me esquecer,
apegue já da sua memória,
como eu fiz com você.

Eu quero você,
longe,
eu não sei ser dissimulada como você,
fingida,
eu sou gente,
não barata,
eu tenho consciência,
eu penso,
sinto,
diferente de você.

Eu quero ficar longe,
metros, continentes, planetas,
de você.

Me ignore,
me esqueça,
me mate,
porque eu já matei,
e enterrei você

Claudia Rayzer
Enviado por Claudia Rayzer em 14/10/2005
Reeditado em 22/10/2008
Código do texto: T59727

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Claudia Rayzer
São Vicente - São Paulo - Brasil, 31 anos
139 textos (6846 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:25)
Claudia Rayzer