Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu corpo cálice,  recebe teu vinho
 
Meu corpo é frágil cristal
Cristal que se quebra ao leve toque
Toque de leve e com carinho
Carinho que é só meu.
 
Meu corpo é frágil cristal
Cristal transparente e fino
Fino e tão delicado
Delicado cálice divino.
 
Divino vinho que se derrama
Derrama dentro de minha alma
Alma que se embriaga
Embriaga de amor sublime.
 
Sublime como a música
Música que ecoa em meus ouvidos
Ouvidos que aguçam
Aguçam os outros sentidos.
 
Sentidos prontos para saborear
Saborear o que é meu
Meu corpo cálice,
Cálice,  recebe teu vinho.

 (ecosys)
Dolores Fender
25/02/2017
Dolores Fender
Enviado por Dolores Fender em 21/04/2017
Código do texto: T5976977
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dolores Fender
São Paulo - São Paulo - Brasil, 65 anos
296 textos (4259 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/06/17 19:31)
Dolores Fender

Site do Escritor