Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MARCAS DO SOFRIMENTO

Hei.... Você da cidade;
olhe bem para o meu rosto,
E diga, qual minha idade?

Pelas rugas de cansaço;
muita fome e sofrimento,
Não tenho o que você tem;
pois nem quase me alimento!

No calor da terra seca;
desse tão vasto sertão,
perdi minha mocidade;
Acho até que o coração.

Hoje, já bem cansada;
trago no rosto suado,
As marcas do meu passado;
que me fizeram ficar,
com o rosto todo enrugado.

Em que mundo nós estamos;
se somos todos irmãos?
Sem justiça, sem igualdade;
por isso, me envergonho,
E escondo meu rosto com as mãos!

florzinha
Enviado por florzinha em 08/03/2005
Reeditado em 17/11/2005
Código do texto: T6056
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Socorro Teixeira de Castro ( Flozinha)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
florzinha
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 64 anos
4138 textos (1188048 leituras)
5 e-livros (3401 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/16 10:59)
florzinha