Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Caminhos da Vida

Percebi que estou sozinho
nas caminhos da vida
Não sei porque demorei tanto
pra cair a ficha
Que não tenho ninguém
pra chamar de querida
Pelo menos não tenho
que me preocupar com partidas
Por que para o solitário
não existem despedidas
Mas minha alma sofrida
por muito pouco palpita
E dói quando descobre
Que é apenas mais uma amiga
Pois tenho esse problema
de sentir uma paixão ardida
Pela primeira beleza rara
que atravessa minha íris
E minha imaginação
de ficções embebida
Insere em minhas sinapses
mais uma tola mentira
E apesar de saber que essas idéias
que deixo crescer passivas
Não tem qualquer chance
de se tornarem real sina
Me deixo levar
e elas se tornam ativas
E lá vou eu em minha alma
carvar mais uma ferida
E você se pergunta
que para essa vida dolorida
Não é melhor viver no sonho
onde seu comando destina
O que me salva desse pensamento
que da realidade faz inimiga
É um do meu piores defeitos
que se chama egomania
Por que se for pra ser feliz
só dentro de minha anima
Não vale a pena deixar
a vida real desconhecida
Mas me pesa saber
que nessa dimensão retida
Na geração que nasci
estou fadado a ficar sem companhia
Mas tenho esperança
essa que o ditado diz infinita
Que entre um mundo de luxúria
onde a honra foi esquecida
Alguém ainda tenha em sua alma
alguma dignidade contida
Concluo agora
já que toda poesia é finita
Dizendo a todas
a quem já tive a ousadia
De até no sonho mais longínquo
imaginar que poderia ser mais que minha amiga
Pedir perdão
e dizer que ainda estou na ativa
Pois não quero morrer sozinho
nas caminhos da vida
Tiago RR
Enviado por Tiago RR em 20/10/2005
Código do texto: T61693
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tiago RR
Joinville - Santa Catarina - Brasil, 27 anos
14 textos (14327 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:26)
Tiago RR