Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estrelas

Há estrelas ainda novas,
As tais que tão preguiçosas,
Deitam e dormem, em meio ao negro céu,
E rebeldes, do Destino recusam, cumprir seu papél,

Há a estrela madura,
Que tanto se preocupa, com sua formosura,
E das suas irmãs, o olhar,
Que acabam por, nem ao menos um satélite iluminar,

Há por fim, as ãncias,
Que viveram, mais que todas suas irmãs,
Mas o orgulho as cega, e cegas, morrem, apagando-se,

Desperta,trabalha,vulgariza-se, ó doce prostituta,
Com humildade luta,seguindo teu Destino de brilhar,
E todo teu Universo iluminar .
O Príncipe
Enviado por O Príncipe em 21/10/2005
Código do texto: T61925
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Príncipe
Rio Claro - São Paulo - Brasil, 34 anos
3 textos (171 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:51)