Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

o mar e o rio


metade dessa lágrima
é o mar
metade dessa lágrima
é o rio

De um lado a água salgada e fria
De outro lado a água doce e morna

Jogo a âncora pesada
nas profundezas do mar
Jogo a alma densa
nas profundezas do corpo

a âncora me amarra em meio o infinito
a alma  me prende a um espaço restrito
falta-me ar,
abro a boca e busco oxigênio
transborda de meus poros a palavra,
o gesto,
o grito que não  se cala diante da multidão
o medo que não cessa em pesadelo

falta-me o ar
meus olhos saltam do rosto
e, em outras órbitas
buscam a elipse perfeita
o retorno da visão e da lucidez

mas essa lágrima embaça tudo
fica tudo fora de foco
e  a surda agora é quase cega
trôpega pelo próprio caminho
estranhando as próprias pernas
ainda que entendesse a força centrípeta
da curva fechada
da reta enigmática
que nos coloca nus perante a verdade
axioma fatal
axioma final
de turvelíneos

metade dessa lágrima é dor
metade dessa lágrima é anestesia
dor humana e vivida
anestesia de quem sente tanta dor
que entorpece
perde os sentidos
perde as âncoras
perde no cristalino dos olhos
a nitidez

a imagem é o prazer do eu
a visão é o prazer do outro
o mar e o rio se encontram
a foz revela a dor de se fundir.
Gisele Leite
Enviado por Gisele Leite em 22/08/2007
Código do texto: T619303
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gisele Leite
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1650 textos (3729755 leituras)
35 áudios (5080 audições)
25 e-livros (143648 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 15:42)
Gisele Leite

Site do Escritor