Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cerimônia do amanhecer...

Eu cubro a noite com as asas encurvadas de sonhos
E ouço o gemido nas glândulas de nuvens
cuja tempestade desperta
É tarde apenas para o dia, que se encerra
em ramos de sombra no céu
A madrugada ainda levanta
Sacudindo os cabelos
Moldando as ancas
para receber o sexo quente do universo
Me sinto um lobo, sentado, na chuva
Uivando sonhos em silêncio
Lambendo as bordas dos lábios da lua
Com a língua de fogo
Cubro a noite, com meus olhos entreabertos
feito o pôr-do-sol
Na meia-luz do poema que desnuda a carne
Sem ferir a alma, ainda tímida e suave
Qual desperta a pele intocada do amanhecer

Marco Túlio Schmitt Coutinho
Enviado por Marco Túlio Schmitt Coutinho em 21/10/2005
Código do texto: T61936
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Túlio Schmitt Coutinho
Taquari - Rio Grande do Sul - Brasil, 35 anos
4 textos (168 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:28)
Marco Túlio Schmitt Coutinho