Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ando perdida em mim...

   Não sei onde estou...! Aonde vou...!
   Não vejo nenhum caminho à minha frente...!
   Ando perdida, sem destino,
   sem luz, apagada de mim mesma...!
   Não sei nem mais quem sou,
   pra o que vim, se vim...!
   
   Ando perdida em mim...!
   Meus olhos já não vêem o que há ao meu redor...!
   Meu corpo já não responde aos meus apelos...
   Queda-se, sem graça, sem ânimo,
   folha seca levada pelo mar da vida,
   sem saber aonde ir...!
   
   Meu coração desfalece, murcho, cansado...!
   Minha alma, de tão solitária e triste,
   perdeu o brilho, a vivacidade, a poesia...!
   Onde estou...! Pra onde vou...! Não sei...!
   
   O dia se vai, o crepúsculo se aproxima,
   deixando a escuridão esconder minhas lágrimas,
   enquanto sozinha e com frio,
   tento me aquecer na esperança...
   
   Mas, ela se afasta de mim, está me deixando...!
   Me desespero...! Não quero ficar só...!
   Não te vás, esperança...!
   Espera mais um pouco...!
   
   Quem sabe, a lua vem clarear o meu viver
   e me traz, num raio de luz, alguém que ouviu meus soluços
   a se misturarem com os seus,
   e, assim como eu, também é um solitário...!
   
   Não te vás, esperança...!
   Fica mais um pouco...! Por favor...!
   Não me deixes só...!
Valderez de Barros
Enviado por Valderez de Barros em 23/08/2007
Reeditado em 15/01/2008
Código do texto: T620947
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Valderez de Barros
Maceió - Alagoas - Brasil, 80 anos
419 textos (26357 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 02:54)
Valderez de Barros