Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ABANDONO

A vida corre
nas pernas do tempo
E o tempo...
Tem asas de vento...
O vento... o vento.
corta a alma rasgada
pelo desencanto

O velho sentado na praça
ao sabor do abandono
tem na gruta da boca
a palavra selada

Cansado, sem graça
caduco, aduncado
pelo peso dos anos
tem no espelho do olhar
a lágrima trancada
que nem sabe mais
como chorar.

A sorte foi triturada
pelos dentes do tempo
Vem a noite, vem o frio,
vem a fome, estômago vazio

O velho sozinho
com destino traçado
tem saudades da infância
do colo materno
do leite quentinho.

Se encolhe, se ajeita
buscando um carinho
em seus braços gelados
E o cobertor da noite
abriga seu último sono

Vem a mão amiga da morte
recolhe o menino
ficando seu corpo
marcando presença
no país da esperança!
Olga Silveira
Enviado por Olga Silveira em 22/10/2005
Código do texto: T62134
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Olga Silveira
Canoas - Rio Grande do Sul - Brasil
52 textos (1334 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:04)
Olga Silveira