Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poemas ao mar

Pensei que teu sorriso
fosse só de pureza
mas, arreganhados dentes
mostraram-me tuas presas.
Pensei que teus lábios
abertos prá mim,
fossem beijos tão doces
mas, tiveram gosto ruim.
Pensei que teu corpo
fosse aconchego meu,
enganei-me de novo,
teu toque me doeu.
Pensei que tua alma
fosse enfim me libertar,
fêz-me prisioneiro porém
e só me resta sonhar.

Então, coloco poemas
em garrafas ao mar,
quem sabe algum dia
alguém venha me libertar.
Riva
Enviado por Riva em 24/08/2007
Reeditado em 26/08/2007
Código do texto: T621424
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Riva
Peruíbe - São Paulo - Brasil
1075 textos (31538 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 22:11)
Riva