Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Céus, me cedam!

o que me seda
é a mesmice da palavra
enquanto quero (e não posso)
dizer ação.
mais que as migalhas de verso
que o vento traz
por comiseração.
e, ainda assim, a insatisfação,
eu a anseio como à chuva
-Céus, me cedam-
pra matar a sede de inspirar a VIDA
do tanto que se me excede!;
eu a quero agasalhada ao SEU seio
como quem suga o que é de direito
para abastecer o que importa
cumprir...
deixar aberta a porta.
e sair.
Célia de Lima
Enviado por Célia de Lima em 24/08/2007
Reeditado em 06/03/2011
Código do texto: T621540
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Celia de Lima). Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Célia de Lima
Muriaé - Minas Gerais - Brasil, 49 anos
116 textos (13846 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 11:23)
Célia de Lima