Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavras" Altas"

Mastigo a poesia
Engulo com farinha,
Lambendo os dedos
E os versos "secos"
Que eu faço.
Tomo um gole na taça
Que me atormenta a existência.
Resisto,desisto e me embriago.
Bebo até cair...
E as frases tortas vão saindo
Cambaleando,feito palavras ao vento.
Eu as deito em minha cama,
Mas o meu leito não suporta
O hálito da suposta sobriedade.
Viro o rosto,viro a página,
Mas penosamente  as palavras
Pulam,feito pulgas...
O meu corpo finge não notar
Mas a coceira invade a alma.
Arranho sem piedade essa
Torta sobriedade,e deixo sangrar,
Até que morra.
Até que mates,
Essa vontade de gritar.

     
Luciane Lopes
Enviado por Luciane Lopes em 24/08/2007
Código do texto: T622440

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luciane Lopes
Mirassol - São Paulo - Brasil, 46 anos
1215 textos (60250 leituras)
47 áudios (3086 audições)
1 e-livros (120 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 11:07)
Luciane Lopes