Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SUAVE VENENO


Há um texto bíblico escrito por Salomão, onde diz: A boca lisonjeira opera a ruína. Pv. 26:28. E o mundo diz: Me engana que eu gosto. Mas é melhor o desengano cedo que a desilusão tarde.

Grande multidão tem dado ouvidos aos enganadores que torcem a verdade, aos que se aproximam dos homens por interesse, os quais são avarentos, e que com suaves palavras engodam fraudulentamente aqueles que se estavam afastando dos que vivem em erro. II Pe. 2:18. E os seus enganos decorrem das suas cobiças por bens materiais. Esses enganadores têm iludido aos seus seguidores dizendo entre outras coisas, que o crente, como filho de Deus, não tem que sofrer e que Jesus já levou sobre si todo o nosso sofrimento; que temos agora que viver uma vida plena, de prosperidade e benesses.

Mas as Escrituras contrariam isso. Elas dizem: Porque nós com relação a Cristo não fomos chamados apenas para crê nele, mas também para sofrer com ele. Fil. 1:29. Palavra fiel é esta: que se morrermos com ele, também com ele viveremos;  se sofrermos, também com ele reinaremos; se o negarmos, também ele nos negará. II Tm. 2:11 e 12. E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor; instruindo com mansidão os que resistem, a ver se porventura Deus lhes dará arrependimento para conhecerem a verdade. II Tm. 2:24 e 25.

Escreveu Paulo a Timóteo: Tu, porém, tens seguido a minha doutrina, modo de viver, intenção, fé, longanimidade, caridade, paciência, perseguições e aflições tais quais me aconteceram em Antioquia, em Icônio e em Listra; quantas perseguições sofri, e o Senhor de todas me livrou. II Tm. 3:10 e 11.

Ainda que criem argumentos enganadores e contraditórios, as Escrituras literalmente dizem: Vós, servos, sujeitai-vos com todo o temor aos senhores. Não somente aos bons e humanos, mas também aos maus. Porque é coisa agradável, que alguém, por causa da consciência para com Deus, sofra agravos, padecendo injustamente. I Pe. 2:18 e 19. Por que, que glória é essa, se pecando sois esbofeteados e sofreis? Mas se, fazendo o bem, sois afligidos, e o sofreis, isso é agradável a Deus. Porque para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas. vv. 20 e 21. E diz mais o apóstolo: Mas também, se padecerdes por amor da justiça, sois bem-aventurados. E não temais com medo deles, nem vos turbeis. I Pe. 3:14.

Assim, como se não bastassem os exemplos deixados pelos cristãos, os apóstolos escreveram aquilo que o Espírito Santo, que viria para nos guiar a toda verdade, lhes instruiu para que expressamente transmitisse a nós.

E Pedro ainda: Porque melhor é que padeçais fazendo bem (se a vontade de Deus assim o quer), do que fazendo mal. I Pe. 3:17. E assim ele recomenda: Mas alegrai-vos no fato de serdes participantes das aflições de Cristo, para que também na revelação da sua glória vos regozijeis e alegreis. Se pelo nome de Cristo sois vituperados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória de Deus. I Pe. 4:13 e 14. Que nenhum de vós padeça como homicida, ou ladrão, ou malfeitor, ou como o que se entremete em negócios alheios; mais se padece como cristão, não se envergonhe, antes glorifique a Deus nesta parte. vv. 15 e 16.

E Paulo, o apóstolo dos gentios, escrevendo a Timóteo, assim se expressou: Pelo que sofro trabalhos e até prisões, como um malfeitor; mas a palavra de Deus não está presa. Portanto tudo sofro por amor dos escolhidos, para que também eles alcancem a salvação que está em Cristo Jesus com glória eterna. Palavra fiel é esta: que se morrermos com ele, também com ele viveremos.

Sede, pois, irmãos, pacientes até a vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia. Sede vós também pacientes, fortalecei os vossos corações; porque já a vinda do Senhor está próxima. Irmãos, não vos queixeis uns contra os outros, para que não sejais condenados. Eis que o juiz está à porta. Meus irmãos, tomai por exemplo de aflição e paciência os profetas que falaram em nome do Senhor. Eis que temos por bem-aventurados os que sofreram. Ouvistes qual foi a paciência de Jó, e vistes o fim que o Senhor lhe deu; porque o Senhor é muito misericordioso e piedoso. Tg. 5:7-11.

E a saída é fazer o que o apóstolo Tiago escreveu: Está alguém entre vós aflito, ore. Tg. 5:13.

Mas por que é assim ou tem que ser assim?

Deus é sábio! A tranqüilidade traz acomodação, que resulta em marasmo no espírito e enxúndia na alma. Uma alma nédia e satisfeita acaba como o profeta Eli.

Deus se humaniza até para nos exercitar na luta, como ele fez com Jacó, junto ao vau de Jaboque.

Abraão era amigo de Deus, assim como quer Deus que sejamos. Mas nem por isso poupou Deus a Abraão de enfrentar a cinco reis que saquearam Sodoma e Gomorra, fizeram cativo o seu sobrinho, Ló. Outrossim, em duas ocasiões teve Abraão sua mulher tirada de si por dois reis que a cobiçaram. Ele também teve problemas de suprimento, razão porque teve que descer ao Egito, onde Faraó tomou a Sara para mulher. Gn. 12:10-20.

Isaque teve problemas semelhantes com Abimeleque, que também já havia feito o mesmo com Abraão. Gn. 20:1-16 e 26:7-11.

Jacó sofreu a ausência de José, o filho amado, vendido por seus irmãos, também patriarcas, que fizeram entre si pacto de silêncio sobre o destino de José, e isso por mais de dez anos. Já que Jacó era profeta, Deus poderia ter avisado a ele, mas não o fez.

José foi feito prisioneiro por dois ano, injustamente, mas para cumprir um propósito de Deus, s. Gn. 39:19-23.

Daniel foi colocado na cova dos leões, pois queriam eliminá-lo. Dn. 6:10-24.

Elias, como profeta, teve que fugir da perseguição de Jesabel para não morrer. Foi caçado em todos os reinos para ser eliminado. I Re. 18:10-18. Também teve que ser sustentado por uma viúva pobre, depois de ter sido sustentado por corvos. I Re. 17:1-16.

Mesmo depois da vinda de Cristo, houveram cristãos mártires, como Estêvão.

Mas o Espírito inspirou a Pedro as razões, dizendo: Mas o Deus de toda a graça, que em Cristo Jesus vos chamou à sua eterna glória, depois de haverdes padecido um pouco, ele mesmo vos aperfeiçoará, confirmará, fortificará e fortalecerá. I Pe. 5:10.

Todo atleta se exercita fisicamente para ser capaz. Como nós não sabemos como nos exercitar, Deus nos exercita a fim de sermos habilitados e possamos crescer para chegarmos à estatura de Cristo, a varonilidade de varões perfeitos, ao conhecimento do Filho de Deus, preparados para toda a boa obra.

Tudo isso, e por outra razão: E também todos os que querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições. II Tm. 3:12.

Disse Jesus: No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo! Jo. 16:33.

Se tivermos paz e conforto, acabaremos por nos conformar com este mundo, o que não convém.
oliprest
Enviado por oliprest em 25/08/2007
Código do texto: T623194
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oli de Siqueira Prestes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
oliprest
Manaus - Amazonas - Brasil, 67 anos
2149 textos (181999 leituras)
245 áudios (2560 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 06:43)
oliprest

Site do Escritor