Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Filha de um Deus menor





Quando me chamam poeta

Sorrio e penso:

... mas filha de um deus menor.

Calo o espanto

De me ver descoberta sem esforço



Por outro lado,

Se existe um Deus Menino

E tudo o que vive cresce,

É justo que Deus

Também assuma a idade

Que eu assumo quando cresço,

Para me assemelhar à imagem

Da qual o Homem foi feito

Ou que o Homem cria

No lado bom de si mesmo.



Fico no desconforto

esperando

Encontrar um braço do rio

Do conhecimento,

Um cais de onde me lance

no encontro

e me seja permitido beber um pouco



Ah ao menos um pouco,

Matar esta sede que sinto!



 



7/4/2003

 

 
Maria Petronilho
Enviado por Maria Petronilho em 22/10/2005
Código do texto: T62406
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Petronilho (registo www.igac- ref 2276/DRCAC - Ministério da Cultura, Portugal)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Maria Petronilho
Almada - Setúbal - Portugal, 64 anos
1238 textos (130540 leituras)
60 áudios (14347 audições)
9 e-livros (5156 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:34)
Maria Petronilho

Site do Escritor