Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Olhos Esmaecidos

Dias cinzas insistem
Em  fazer da poesia
Um riacho.
Um cacho de flores
Ornamentando os meus
Olhos,que de azuis,se
Tornam cinzas.
Azul acinzentado.
Penumbra ou prenúncio,
Cachos de sonhos...
Cascatas de sedes
Secas na garganta.
Dias esmaecidos
Cores mornas,de
Tórridas lembranças.
A aquarela da vida
Quer pintar novamente
Esse azul tão triste.
Quem sabe, o que insiste
Dentro de mim se renove
E se lá fora chove...
Vou chover também
Lavar a alma e cantar
Um canção...
Ou apenas um refrão,
Pincelado de azul.

Luciane Lopes
Enviado por Luciane Lopes em 26/08/2007
Código do texto: T624347

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luciane Lopes
Mirassol - São Paulo - Brasil, 46 anos
1215 textos (60432 leituras)
47 áudios (3088 audições)
1 e-livros (120 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 06:14)
Luciane Lopes